posts recentes

É certo! Um novo dia aman...

Sabias que...

Há palavras e palavras...

Outono em Março

O beijo de Antikonie/II

Amar-te em Madrid

Madrid me mata!

Lágrima

Noite

Amor

arquivos

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

favorito

Véspera

Carícia

Postal

Sossega

Final de mini-férias

Viagens

Daninha

Domingo, 26 de Março de 2006

Amar-te em Madrid

No jogo mágico das sensações

no centro do sonho

lá estavas tu

estava eu

nós dois

no centro da dicotomia

sonho/realidade

no centro da inconformável

vontade de te amar.

 

Apetecia-me amar-te em Madrid!

 

Instalação de Adolfo Schlosser

Fotografia: Mar
publicado por Mar às 22:34
link do post | sonhar | acordar (1) | favorito

Madrid me mata!

O que encontra nesta fotografia quem não partilhou o momento?

O que dirá quem olha a luz e não vê o escuro?

Quem poderá adivinhar o som se não ouve a imagem?

O que sente quem olha mas não esteve lá?

Madrid é assim... tem que se estar, respirar, ouvir, sentir. O verbo num todo holistico de emoção.

 

"Madrid me mata"

Fotografia: Mar
publicado por Mar às 19:40
link do post | sonhar | favorito
Terça-feira, 21 de Março de 2006

Lágrima

Dos olhos me cais

redonda formusura.

Quase fruto ou lua, cais desamparada.

Regressas à água

mais clara do dia,

obscuro alimento de altas açucenas.

Breve arquitectura

da melancolia.

Lágrima, apenas.

 

Eugénio de Andrade

Fotografia: Antti Ylonen - escultor
publicado por Mar às 21:22
link do post | sonhar | favorito
Sábado, 18 de Março de 2006

Noite

Ó noite dá-me tréguas!

Deixa o meu corpo repousar

Deixa o meu sonho voar

Deixa-me esquecer ou ir tão fundo

Deixa-me navegar e não voltar.

Ó noite dá-me tréguas!

Fotografia: Van Gogh
publicado por Mar às 23:33
link do post | sonhar | acordar (1) | favorito
Quarta-feira, 15 de Março de 2006

Amor

...

Canseira eterna!

Ou desespero, ou medo.

Fuga doida à posse, à dádiva.

Tanto bater de asas frementes,

tanto grito e pena perdida...

E as tréguas, amor cobarde?

Cada vez mais longe,

mais longe e apetecidas.

Ó amor, amor,

que faremos nós de ti,

e tu de nós?

Irene Lisboa

publicado por Mar às 20:52
link do post | sonhar | favorito
Quarta-feira, 8 de Março de 2006

Pranto...

Nunca choraremos bastante quando vemos

O gesto criador ser impedido

Nunca choraremos bastante quando vemos

Que quem ousa lutar é destruído.....

 

em " Pranto pelo dia de hoje", de Sophia  de Mello Breyner Andresen

publicado por Mar às 15:18
link do post | sonhar | acordar (3) | favorito

pesquisar

 

Abril 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

favorito

Véspera

Carícia

Postal

Sossega

Final de mini-férias

Viagens

Daninha

links

blogs SAPO

subscrever feeds