posts recentes

É certo! Um novo dia aman...

Sabias que...

Há palavras e palavras...

Outono em Março

O beijo de Antikonie/II

Amar-te em Madrid

Madrid me mata!

Lágrima

Noite

Amor

arquivos

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

favorito

Véspera

Carícia

Postal

Sossega

Final de mini-férias

Viagens

Daninha

Quarta-feira, 8 de Março de 2006

Pranto...

Nunca choraremos bastante quando vemos

O gesto criador ser impedido

Nunca choraremos bastante quando vemos

Que quem ousa lutar é destruído.....

 

em " Pranto pelo dia de hoje", de Sophia  de Mello Breyner Andresen

publicado por Mar às 15:18
link do post | sonhar | favorito
3 comentários:
De António a 11 de Março de 2006 às 00:46
A noite traz-nos por vezes ainda imagens de escuros e medos de infância. Lendo um velho livro de Mário de Sá Carneiro descobri:
Tenho medo de MIM. Quem sou ? De onde cheguei ?
Aqui, tudo já foi... Em sombra estilizada,
A cor morreu - e até o ar é uma ruína...
Vem de OUTRO tempo a luz que me ilumina -
Um som opaco me dilui em Rei......
De Isa a 15 de Março de 2006 às 18:03

Sofia de Melo a grande poetisa portuguesa merece sempre um cantinho junto dos que gostam de poesia. O teu blog embora simples é muito interessante quanto aos textos e quanto às fotografias escolhidas.
Isa de Loulé
De Mar a 15 de Março de 2006 às 19:16
Obrigado pela visita e pelo comentário, Isa de Loulé.
é sempre bom (não obstante estranho) saber que fomos lidos por desconhecidos. Desconhecidos que, ao lerem um bocadinho de nós, se tornam como que um pouco de nós também... sei là! Lá estou eu a divagar.
Um beijinhos e volta sempre.
Mar

convido-te também a visitar
http://rioselvagem.blogspot.com

Comentar post


pesquisar

 

Abril 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

favorito

Véspera

Carícia

Postal

Sossega

Final de mini-férias

Viagens

Daninha

links

blogs SAPO

subscrever feeds