posts recentes

É certo! Um novo dia aman...

Sabias que...

Há palavras e palavras...

Outono em Março

O beijo de Antikonie/II

Amar-te em Madrid

Madrid me mata!

Lágrima

Noite

Amor

arquivos

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

favorito

Véspera

Carícia

Postal

Sossega

Final de mini-férias

Viagens

Daninha

Quarta-feira, 4 de Janeiro de 2006

O recomeçar...

Tudo (re)começou dia 12-12 quando recebi no meu telemóvel a mensagem: "Amanhã provavelmente passo por Évora. Aguardo convite para café!"


 O que isto me veio perturbar... não quis reparar. Decidi tirar a tarde para poder estar contigo, de outra maneira seria impossivel! Fomos almoçar num restaurante qualquer na cidade e a conversa decorreu mais formal que intima. Falámos do trabalho, dos filhos, e intimamente eu esperava a pergunta fatal "então e namorados?" - chegou! E a resposta foi que sim, que tinha, mas que era uma relação morna “casado?” perguntaste. Bem, tive que fazer um filme.


E porquê a mentira? Para não dar o braço a torcer pois estou sozinha? Para não criar expectativas pois estás casado?


Faço bem?


                Faço mal?


Depois de almoçar fomos a minha casa, pus uma música (Lhasa) e falámos mais um pouco, nem me lembro de quê… aproximava-se rapidamente a hora de ir buscar o André e depois tinha que ir ajudar uma colega numa apresentação, pelo que estava com o tempo todo tomado.


Quando nos levantámos agarraste-me,


             abraçaste-me


                           beijaste-me…


e disseste-me ao ouvido “não te consigo tirar da cabeça” 


 entre beijos “tenho saudades tuas”


                      as tuas mãos procuravam o meu corpo                     


sofregamente o coração a saltava-te do peito agarrando o momento como se fosse o último!


e eu desmaiava no turbilhão dos teus braços em nós! beijo.jpg


(Oh meu Deus, porque é que a razão tem sempre que tomar conta de mim?)


Afastei-me daquele momento fugidio


e tu sem fôlego pedias “fica, fica… ele vem de outra forma… o que é que pode acontecer se não o fores buscar…?”


e agarravas-me como se a tua vida dependesse do momento


(Oh meu Deus…)


e fomos os dois buscar o André sem voltar a tocar

publicado por Mar às 23:28
link do post | sonhar | favorito

pesquisar

 

Abril 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

favorito

Véspera

Carícia

Postal

Sossega

Final de mini-férias

Viagens

Daninha

links

blogs SAPO

subscrever feeds